KUMITÉ

Posted on Posted in Bushido Karaté-Zen
É uma prática no keiko levada a cabo com o oponente, na qual o aperfeiçoamento de uma correcta atitude interior, nos leva à compreensão de uma correcta atitude interior, nos leva à compreensão do Eu com a Natureza e o Universo, ao ponto de poder transcender o próprio combate.
    No kumité é necessário sentir.
Sentir o corpo sem usar a mente, mantendo-o descontraído e flexível, afim de agirmos naturalmente sem pensar em algo específico.
    Para sentir é necessário mantermo-nos calmos, sem medo com a mente limpa, plácida como a água de um lago que reflecte em si qualquer imagem.
Se pensarmos demasiado sobre o início do ataque, acabamos por contrair a mente e o corpo inibindo as faculdades de ligação e união com o outro.
Desta forma conseguimos mais facilmente sentir o oponente, as suas intenções e o seu ki, movendo-nos em simultâneo com ele, somo se de uma unidade apenas se tratasse.
    Acerca do medo:
«É algo que provém dum certo cultivo da imaginação da consideração extrema pela vida.»
    Seria desejável que na prática, tivéssemos sempre presente uma luta permanente com o nosso maior adversário, o Ego. Só assim será possível gerir melhor as emoções, que por vezes nos invadem o coração e não permitem a lucidez suficiente para compreendermos melhor os outros, e nos impede o auto-conhecimento.