Testemunho de Isabel Silveira

Posted on Posted in Bushido Karaté-Zen

Amigos de Portugal,

Que alegria partilhar do site de vocês!

Meu nome é Isabel, tenho 45 anos e iniciei meus treinos de karaté aos 40 anos.

Tenho um filho hoje de 13 anos, e ao levá-lo para a academia aos 8 anos, ficava sentada olhando para aquele mundo novo, já que antes nunca tive qualquer contacto ou interesse pelas artes marciais, e algo na forma como o Sensei conduzia o treino, a alegria, os rituais, o espírito de amizade me levou um dia a questioná-lo se eu não estaria muito velha para aprender karaté.

Então, com sua calma e simpatia ele me disse que o karaté não tem idade, só vontade…E é incrível como ele lida com alunos de 5 anos a … qualquer idade, fazendo-se entender, estimulando-os, usando uma linguagem corporal e palavras que todos compreendem, brincando e sendo sério, simples mas ao mesmo tempo profundo. Admiramos nosso Sensei por seu senso de justiça, paciência infinita, por uma sabedoria que vem de seu coração.

Praticamos o Shorin Ryu, e ainda tive a honra de conhecer Sensei Shinzato, em duas ocasiões, numa delas em nossa festa de fim de ano, onde todos podem participar da aula especial com o Mestre.

Estar ao lado de meu filho, ter como mestre uma pessoa excepcional como Sensei Antonio Matheussi, e seguir com o coração os preceitos e sentir em meu corpo e espírito a força do karaté, tem sido uma experiencia transformadora.

Tenho imensas dificuldades, muitas vezes demoro a compreender o que deve ser feito, mas em nosso Dojo o que importa é não desistir, é ter a coragem de não ter medo, é ser ajudado e ajudar, é descobrir essa beleza que habita em nossos corações, em forma de katas, de movimentos, de amizade, e de libertação.

Quando descobri vocês na internet, percebi a profunda afinidade que existe na maneira como nosso Sensei nos transmite o karaté e tudo que leio e aprendo com vocês. No Dojo somos todos irmãos unidos por uma alegria, um desafio onde ninguém quer ser mais que outro, mas quer ser um aluno melhor a cada dia. Uma pessoa melhor dentro e fora do Dojo.

Eu não sei nada de karaté.

Deixo meu espírito aberto para sentir e apenas peço a Deus que me de saúde por muitos anos para que posso continuar nesse caminho.

Obrigada por todos os textos e pensamentos, por este lindo trabalho que vocês partilham com todos.

Quem sabe um dia possamos nos conhecer!

Um abraço

Isabel Silveira